Vem do 7


Em todos os momentos em que te pareça que a narrativa desta história da espiritualidade nunca sai do começo, é porque tentando falar do espírito sempre estamos no começo de algo que não tem começo, nem meio, nem fim.

O espírito é o que é contínuo, e toda vez que o acessamos estamos no começo de uma percepção que não tem fim, nem meio, nem começo.

Continua no 9